Mercado da alimentação fora de casa reflete hábitos dos consumidores

Mercado da alimentação fora de casa reflete hábitos dos consumidores

setembro 25, 2018 | Postado por: PRISFood


A Fispal, principal feira do setor de Food Service no Brasil, reuniu proprietários e gestores de restaurantes, bares, pizzarias, padarias, lanchonetes e buffets, além de distribuidores e lojistas. Quem visitou, viu de perto como o mercado de alimentação fora de casa cresceu.

O encontro trouxe para os empreendedores ligados ao mercado uma série de inspirações, além de refletir detalhes de um mercado em expansão. Inspirados pelas tendências e inovações apresentadas na feira, trouxemos para esse post uma série de dados e curiosidades do setor de  Food Service.

Se você atua como representante, distribuidor de embalagens e insumos, ou até mesmo como gestor de um negócio de alimentação, veja como os números refletem os hábitos dos consumidores e impulsionam um mercado que, mesmo em meio à crise, não parou de crescer!

Por que o mercado de alimentação fora do lar cresce tanto?

Entre os anos de 2010 e 2016, de acordo com a Associação Brasileira das Indústrias da Alimentação (Abia), o faturamento da indústria de alimentos cresceu quase 90% no Brasil. Tudo isso em um cenário de retração econômica.

Dentro desse crescimento, a média do segmento de alimentação fora de casa é de 12,3%. Esses números representam, em grande parte os hábitos da população brasileira. Em seguida, refletem os investimentos que o segmento faz para atender às expectativas dos consumidores.

De acordo com um relatório do SIS/Sebrae o mercado vem se reinventando nos últimos anos. Existem ainda outras motivações que impulsionam o crescimento do setor de alimentação fora de casa. Veja alguns listados pelo relatório:

  • Crescimento demográfico em regiões urbanizadas, o que demanda mais esse tipo de serviço;

  • Modificação da estrutura familiar com aumento no número de casais sem filhos, o que ocasiona na redução nas despesas essenciais do orçamento familiar, e consequente investimento em lazer e novas experiências gastronômicas;

  • O aumento na renda familiar ou individual que demanda um consumo mais qualificado, impulsionando negócios focados em produtos e serviços diferenciados (artesanais, frescos, orgânicos, cardápios para pessoas com restrições alimentares etc.);

  • A crescente participação das mulheres no mercado de trabalho fez com que restasse pouco tempo para as atividades domésticas, como o preparo das refeições, o que também estimulou o aumento da frequência das refeições familiares fora de casa.

Curiosidades – os números do food service brasileiro

O relatório de inteligência do  SIS/Sebrae, sobre o setor de alimentos e bebidas, traz ainda algumas curiosidades sobre o tamanho do mercado de alimentação fora de casa. Veja só:

  • O mercado de alimentos e bebidas representa 10,1% do PIB nacional e estima-se que o segmento de food service abocanhe 2,7% desse montante.

  • Em 2016, o segmento de alimentação fora de casa movimentou R$ 184 bilhões no Brasil.

  • O tíquete médio foi de R$ 13,40, um acréscimo de 8% em comparação ao ano anterior.

  • 56% da população que consome fora de casa tem idade entre 18 e 49 anos.

*Fonte: SIS/Sebrae

O relatório ainda aponta os locais de preferência dos brasileiros quando o assunto é alimentação fora de casa:

27% comem mais nos restaurantes por quilo;

19% em lanchonetes e redes de fast-food;

18% optam pelos restaurantes à la carte;

18% gastam em padarias;

11% em bares;

6%  do comércio ambulante de alimentos.

Trocando em miúdos…

A forma de se alimentar evoluiu ao longo do tempo e a possibilidade de aquisição da refeição pronta para consumo facilitou a vida das pessoas. A praticidade é muito valorizada hoje em dia, já que o tempo em nossa sociedade está cada vez mais escasso e “caro”.

Tudo isso contribuiu para o surgimento de muitas oportunidades para empreendedores do setor de alimentação fora de casa. Como vimos, os números são promissores e ainda há muito espaço para crescer.

Cabe ao empreendedor observar as tendências e saber como usar o comportamento do consumidor ao seu favor. Dessa forma, atender com excelência as necessidades do público ao mesmo tempo em que expande seus negócios no mercado de alimentação fora de casa!

Tem um negócio de alimentação fora de casa e quer se diferenciar em seu mercado? Aposte nas embalagens personalizadas e conquiste os olhares dos consumidores! Entre em contato conosco e peça detalhes.

Leia outras dicas e artigos no Blog da PRIS Food. Nos acompanhe também nas redes sociais em Facebook e Instagram.  



Facebook

Instagram

error: Content is protected !!